MISSAL CONTRA A DENGUE: MUNICÍPIO É ESCOLHIDO PARA RECEBER DOSES DA VACINA

O foco das doses será o público infantojuvenil, compreendendo crianças e adolescentes de 10 a 14 anos.

Anuncie aqui

Uma notícia de grande impacto para a saúde pública do município de Missal, que está entre os selecionados para receber doses da vacina contra a dengue. A decisão, resultado de uma parceria entre o Ministério da Saúde, Conass e Conasems, visa conter a propagação da doença em regiões com histórico alarmante nos últimos anos.

Todos os municípios pertencentes a 9ª Regional de Saúde de Foz do Iguaçu foram selecionados para receber doses da vacina contra a dengue. O Ministério da Saúde acordou, em conjunto com Conass e Conasems – órgãos representantes de secretarias de Saúde de estados e municípios – os critérios para a definição dos municípios que irão receber as doses. Foram observadas as recomendações com base nas recomendações da Câmara Técnica de Avaliação em Imunização (CTAI) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Regiões de saúde com municípios de grande porte, alta transmissão nos últimos dez anos e população residente igual ou superior a 100 mil habitantes foram priorizadas, considerando também as taxas elevadas nos últimos meses.

O grande foco das doses será o público infantojuvenil, compreendendo crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. Essa faixa etária, segundo estudos epidemiológicos, apresenta uma incidência significativa de hospitalizações por dengue, tornando-se alvo prioritário da campanha. Vale ressaltar que a vacinação não contemplará pessoas idosas, grupo para o qual a vacina ainda não foi liberada pela Anvisa.

O esquema vacinal consiste em duas doses, com um intervalo de três meses entre elas. Essa estratégia visa proporcionar uma imunização robusta e rigorosa, contribuindo para a redução dos casos de dengue no município e garantindo a proteção da população mais vulnerável.

A notícia da inclusão de Missal nesse grupo selecionado de municípios demonstra o comprometimento das autoridades de saúde em conter a expansão da dengue e proteger a população local. A expectativa é que essa medida traga resultados expressivos na redução dos casos da doença e melhore significativamente a qualidade de vida da comunidade missalense.

Anuncie aqui