Projeto dos Ecopontos Georreferenciados de Missal é reconhecido e premiado em primeiro lugar

Antes da construção dos Ecopontos grande parte desses materiais eram queimados ou enterrados e só uma pequena parcela chegava à associação.

Anuncie aqui

Durante o primeiro dia do 6º Conresol (Congresso Sul-americano de Resíduos Sólidos e Sustentabilidade), o município de Missal foi premiado com o primeiro lugar na categoria Inovação com o projeto dos Ecopontos Georreferenciados.

São 45 Ecopontos na área rural do município de Missal, que servem como depósito temporário de materiais recicláveis, posteriormente destinados a UVR (Unidade de Valorização de Recicláveis) da ACAMIS (Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Missal).

O material representa cerca de 30% dos resíduos recicláveis enviados para a Unidade. Antes da construção dos Ecopontos grande parte desses materiais eram queimados ou enterrados e só uma pequena parcela chegava à associação, depositados em pontos de ônibus ou cruzamentos de estradas.

Com a instalação dos Ecopontos em todas as comunidades do município, algumas delas chegando a ter até três, os resíduos puderam ser acondicionados e enviados para a reciclagem, contribuindo com um ambiente limpo e aumentando também a renda dos associados da ACAMIS.

Em 2022 o município desenvolveu uma ferramenta por meio do Google Maps onde a população pode encontrar o Ecoponto mais próximo através do site do município.

Com esse projeto obteve-se um resultado significativo na redução do descarte irregular dos resíduos, nas queimadas e também um grande aumento na quantidade de material reciclado pela Associação, além da otimização do tempo e custo da coleta.

Estiveram presentes no evento para receber o prêmio o Secretário de Meio Ambiente, Eloy Everling, a tecnóloga ambiental, Pâmela Gallas Buche, a tecnóloga ambiental da UVR, Thaíse Silvani, e dois representantes da ACAMIS, a presidente Marli Marilei Dutra o tesoureiro Cristian Sebastian Almiron.

Evento

Entre 23 e 25 de maio aconteceu o 6º Congresso Sul-Americano de Resíduos Sólidos e Sustentabilidade (ConReSol). O evento foi realizado no Parque Tecnológico de Itaipu-Brasil (PTI-BR), em Foz do Iguaçu/PR, e foi promovido pelo IBEAS – Instituto Brasileiro de Estudos Ambientais e de Saneamento.
O ConReSol reuniu profissionais, pesquisadores, professores e alunos que trabalham e atuam na área de resíduos sólidos, executivos e técnicos de empresas de saneamento, empresas de tratamento e destinação de resíduos sólidos e empresas que fornecem serviços e equipamentos para as atividades ligadas à gestão de resíduos, profissionais que atuam em prefeituras, órgãos públicos municipais e estaduais ligados ao tema resíduos sólidos
Os congressistas apresentaram e discutiram temas relacionados à gestão dos resíduos sólidos: tecnologias, regulação, financiamentos, melhores práticas de gestão, possibilidades de parcerias e soluções técnicas para a execução de práticas ambientalmente responsáveis.
O ConReSol teve como objetivo promover a troca de experiência e fortalecer a atuação dos profissionais que atuam na área de resíduos sólidos, focando a sustentabilidade (tripé econômico, ambiental e social) em toda cadeia produtiva, desde a geração do produto até a disposição final do resíduo. Teve também como objetivo promover e consolidar a troca de experiências entre as universidades, profissionais liberais e empresas da América do Sul, que desenvolvem estudos e projetos na área de resíduos sólidos, com foco em sustentabilidade.
O evento contou com o apoio Secretaria de Meio Ambiente – Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo – Estado do Paraná, Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais – APEAM, BZS Tecnologia, Instituto Paranaense de Reciclagem – INPAR, Instituto Federal do Paraná – Campus Foz do Iguaçu, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Universidade Estadual do Oeste do Paraná e Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

Fonte Assessoria.

Anuncie aqui