HOMEM SUSPEITO DE MATAR E ESQUARTEJAR IDOSA EM SANTA TEREZINHA DE ITAIPU É PRESO EM MISSAL

A última vez que a idosa de 73 anos foi vista com vida foi na segunda-feira.

Anuncie aqui

Na tarde desta quinta-feira, 12 de outubro de 2023, por volta das 17h40, os investigadores da Delegacia da Polícia Civil de Santa Terezinha de Itaipu e policiais da Delegacia de Homicídios de Foz do Iguaçu, prenderem o homem suspeito de matar e esquartejar a idosa. O suspeito é um homem de 59 anos, conhecido como Gaúcho. Ele foi detido pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas e ocultação de cadáver. A idosa de 73 anos, estava desaparecida desde a última segunda-feira.

O delegado chefe da unidade policial, Geraldo Evangelista Souza Júnior, liderou as diligências que levaram à captura do suspeito. Após familiares registrarem um Boletim de Ocorrência sobre o desaparecimento da idosa, os agentes iniciaram uma busca incansável por pistas. O apelido de Gaúcho foi o único dado obtido, mas isso foi o suficiente para orientar as investigações.

Os policiais localizaram o suspeito na área rural de Missal-PR, no Distrito do Portão do Ocoí, o mesmo estava trabalhando em uma chácara no momento da prisão.

Quando perguntado ao acusado qual seria a motivação do crime, o mesmo disse que eles eram vizinhos e estavam ingerindo bebida alcoólica na kitnet da idosa, quando acabou asfixiando a mulher, em seguida ele a esquartejou e colocou em sacos de lixo. O Gaúcho ainda pegou o cartão da vítima, foi até o caixa eletrônico e sacou uma quantia de 200 reais.

Na casa de Gaúcho, que fica na rua São Paulo, Bairro Parque dos Estados, em Santa Terezinha de Itaipu, os agentes foram surpreendidos por um forte odor, levando-os a agir rapidamente. Após arrombarem o portão e duas portas da casa, encontraram três volumes envoltos em plástico preto no banheiro, contendo partes do corpo da idosa desaparecida. Além disso, no quarto, foram descobertos a bolsa da vítima com seus pertences, várias facas e uma considerável quantidade de cocaína, maconha e haxixe.

Gaúcho foi encaminhado à Cadeia Pública Laudemir Neves, onde aguardará pelo julgamento.

Fonte: Rádio Jornal e Ops Notícia

Anuncie aqui