Hospital Municipal de Itaipulândia: Um compromisso firme com a segurança dos pacientes

Estudantes de enfermagem destacam experiência marcante em treinamento de segurança do paciente no Hospital e Maternidade de Itaipulândia. Compromisso com a saúde e bem-estar é prioridade para os profissionais da instituição.

Equipe de profissionais do Hospital e Maternidade de Itaipulândia.

Uma semana de imersão em aprendizado e prática intensiva. Assim foi a rotina dos funcionários e estagiários do Hospital e Maternidade de Itaipulândia, que participaram de um treinamento peculiar e enriquecedor sobre a segurança do paciente. Em parceria com a Secretaria de Saúde do Município, a instituição promoveu a Semana da Segurança do Paciente – Amplifique a Voz dos Pacientes, reforçando o compromisso com a integridade e o cuidado daqueles que buscam alívio para suas dores e anseiam por uma escuta atenta.

As estudantes de enfermagem da Uniguaçu, Janaína de Moraes Ruschel e Milena Marchese, próximas da formatura, tiveram uma vivência marcante durante o estágio no hospital. Envolvidas em uma simulação realista, onde um paciente fictício era representado por um boneco, elas foram desafiadas a identificar situações irregulares no ambiente clínico. Cada acerto era celebrado com uma plaquinha erguida, incentivando o comprometimento profissional.

“A dinâmica foi extremamente interessante, e os detalhes que identificamos permanecerão eternamente em nossa memória”, compartilhou Janaína. Milena acrescentou que aqueles poucos minutos de prática foram cruciais para sua formação. A enfermeira e professora Elizângela Kruger, que acompanhou as alunas, reiterou a importância de ouvir o paciente, compreendendo que sua dor é única e merece acolhimento atencioso.

A diretora do Hospital, Camila Fernanda de Souza, destacou a relevância da iniciativa, alinhada aos padrões da Organização Mundial da Saúde. Enfatizou a eficácia e simplicidade da higienização das mãos, a medida mais acessível e poderosa para prevenir infecções e doenças transmissíveis. A mensagem final foi clara: conheça seus direitos ao usar os serviços de saúde e faça-se ouvido. Sua voz é de extrema importância para garantir um cuidado seguro e eficaz.

Fonte: Oeste Agora

Anuncie aqui