Thiago Wild representante do Brasil no Tênis é de Marechal Cândido Rondon

Thiago Wild eliminou Pella da Argentina e vai à 3ª rodada de Roland Garros. Wild foi o segundo brasileiro na história a eliminar um tenista top-2 do mundo em torneios Grand Slam, igualando um feito de Gustavo Kuerten em 2004.

Thiago Wild venceu o argentino Guido Pella e avançou para a terceira rodada em Roland Garros Geoffroy Van der Hasselt / AFP
Anuncie aqui

Jogando nesta quinta-feira (01-06) na quadra 9 do complexo do Aberto da França, em Paris, o brasileiro Thiago Wild, que é natural de Marechal Cândido Rondon, venceu o veterano argentino Guido Pella por 3 sets a 1 (6/3, 3/6, 6/4 e 6/3) a partida durou 2h55.O “duelo entre Brasil x Argentina”:

Trocando quebras no começo da partida, os sul-americanos mostraram desde o começo que o duelo seria marcado pelo equilíbrio. Mas quem conseguiu controlar melhor o cenário durante o 1° set foi o brasileiro, que conseguiu levar a melhor no serviço do argentino e emplacou um 6/3 para fechar e largar na frente.

O ritmo do confronto seguiu similar no segundo set, mas com a mudança no protagonista: foi Pella quem dominou Wild, se recuperou de uma nova quebra e dominou para devolver o 6/3 e empatar o placar na quadra 9.

O equilíbrio ficou ainda maior no terceiro set, quando os sul-americanos chegaram a estar 4/4 no placar. Foi neste momento que Thiago aproveitou o terceiro break-point oferecido por Guido Pella e fechou em 6/4 para voltar à liderança do jogo.

Mas ao contrário dos anteriores, Thiago Wild sobrou principalmente fisicamente no 4° set para abrir vantagem contra Guido Pella e fechar o confronto, garantindo mais uma vitória em Roland Garros.

O paranaense, n°172 do ranking da ATP, furou o quali para participar de uma chave principal de major pela 2ª vez na carreira, avançando à segunda rodada do Aberto da França após eliminar Daniil Medvedev.

Wild foi apenas o segundo brasileiro na história a eliminar um tenista top-2 do mundo em torneios Grand Slam, igualando um feito de Gustavo Kuerten em 2004, contra Roger Federer.

Com a vaga garantida na terceira rodada, Thiago Wild terá pela frente o japonês Yoshihito Nishioka, que bateu o australiano Max Purcell nesta quinta-feira.

Fonte: ESPN

O brasileiro Thiago Wild durante partida no saibro de Roland Garros, em Paris – Geoffroy van der Hasselt – AFP
Anuncie aqui