Visita técnica de secretários de saúde ao Consamu em Cascavel deve ampliar a discussão sobre a regulação na regional de Foz

São 46 municípios atendidos por esta base, que está localizada no mesmo prédio onde ocorre a regulação da macrorregião.

Anuncie aqui

Na última semana secretários de Saúde de municípios pertencentes a 9ª Regional de Saúde de Foz do Iguaçu, estiveram na base do Consamu (Consórcio Intermunicipal Samu Oeste) em Cascavel para uma visita técnica a fim de conhecer um pouco mais sobre a forma de atuação no local.

São 46 municípios atendidos por esta base, que está localizada no mesmo prédio onde ocorre a regulação da macrorregião. Segundo informou a secretaria de Saúde de Missal, Silvia Maccari Petricoski, que esteve no local, isso facilita, pois, os médicos reguladores dialogam no próprio local.

A avaliação é que este fato proporciona o aumento da efetividade das transferências e encaminhamentos de pacientes que estão hospitalizados. Com a visita, os secretários devem ampliar o diálogo com os gestores municipais a fim de encontrar uma solução para algumas dificuldades enfrentadas na Regional.

De acordo com relatos há gargalos existentes na regulação do SAMU em Foz do Iguaçu, que ocorre nos hospitais de referência, Hospital Municipal e Costa Cavalcanti, sendo que a 9ª Regional é uma das únicas que não possui acesso direto a regulação via Consamu, o que gera atrasos, demora nos atendimentos para garantir vagas.

Agora os secretários aguardam o envio de proposta de valores de investimentos que seriam necessários por parte dos municípios para integrar o referido consórcio. A partir destas propostas, haverá a discussão da viabilidade, visando melhorar o fluxo de atendimento de urgência e emergência na região.

Uopeccan

Aproveitando a visita técnica, os secretários estiveram ainda na Uopeccan, para acompanhar mais de perto os fluxos de atendimentos no local. Observaram o fluxo ambulatorial do atendimento no hospital, mamógrafo, salas de raio-x, ressonância, tomografia, sala dos especialistas, consultórios médicos, salas de Quimioterapia e Radioterapia, entre outras questões estruturais. Há a expectativa para que na segunda quinzena de maio, seja inaugurada a Unidade da Uopeccan em Medianeira, o que vai, quando confirmado, gerar alterações nos fluxos, agilizando os atendimentos oncológicos na região, com menos riscos aos pacientes e ofertando uma estrutura tão boa quanto ao Hospital em Cascavel.

Fonte Assessoria.

Anuncie aqui